Projetos

Moldando as políticas de combate ao desmatamento na Amazônia

Entre 2004 e 2012, houve redução de quase 80% da taxa anual de desmatamento na Amazônia brasileira, em grande parte devido a políticas de combate ao problema.

Em paralelo, houve também expressiva mudança na composição do desmatamento. Enquanto pequenas clareiras somavam em torno de um quarto da área total de floresta desmatada por ano em meados da década de 2000, já representavam mais da metade em 2012.

O Brasil encontra-se, portanto, diante de um novo desafio: conter o desflorestamento de pequenas áreas, mais difíceis de detectar e, por isso, de combater. Para enfrentar tal desafio, é preciso entender o que está por trás da crescente participação do desmatamento em pequenas clareiras ao longo do tempo. Neste projeto, damos um primeiro passo nessa direção. Explorando dados de todas as propriedades rurais registradas no Cadastro Ambiental Rural (CAR) no Mato Grosso e Pará, estudamos o padrão de desmatamento ocorrido dentro dessas propriedades entre 2002 e 2012.

Os resultados revelam um aumento na fração da área desmatada através de pequenas clareiras dentro de propriedades pequenas, médias e grandes em ambos os estados. Esse padrão sugere que agentes do desmatamento adaptaram suas práticas à conhecida limitação do sistema de monitoramento, que não detecta clareiras menores de 25 hectares. Além disso, os dados indicam que pequenas propriedades emergiram como os atores predominantes do desflorestamento dentro de propriedades privadas no Pará, antes praticado principalmente por grandes e médias propriedades. No Mato Grosso, a participação relativa de pequenas, médias e grandes propriedades permaneceu relativamente constante.

A análise contém importantes implicações para a formulação de políticas. Por um lado, ressalta a necessidade de novas estratégias focadas no desmatamento em pequenas clareiras. Por outro lado, ainda que os dados utilizados no estudo não permitam identificar as causas por trás dos diferentes padrões estaduais, o trabalho ilustra como uma mesma política pode ter efeitos regionais distintos.

Diante disso, o desmatamento não pode mais ser tratado como um fenômeno homogêneo na Amazônia. Um combate mais efetivo ao desmatamento ilegal hoje requer que políticas, esforços e práticas sejam moldados às especificidades regionais, beneficiando os estados e o país como um todo.

Foto: “Vista aérea do Rio Iguaçú” por Deni Williams está licenciada sob CC BY 2.0

Projetos relacionados

Financiamento para Pesquisa em Crédito Rural

Climate Policy Initiative

Legislação florestal comparada

Climate Policy Initiative

Uso da madeira na geração de eletricidade no Brasil

Agroicone

Vegetação secundária na Amazônia

Climate Policy Initiative

Código Florestal: Desafios para a regularização ambiental

Climate Policy Initiative

Eletrificação, produtividade agrícola e desmatamento no Brasil

Climate Policy Initiative

Impactos locais gerados por usinas hidrelétricas

Climate Policy Initiative

Crédito Rural no Brasil

Climate Policy Initiative

Infraestrutura de transportes e produtividade agrícola

Climate Policy Initiative

Oportunidades florestais nas cadeias do agronegócio

Agroicone

Modelos climáticos e hidrológicos e restauração florestal

Agroicone

Radiografia de pastagens degradadas

Agroicone

Mapeamento de uso e cobertura do solo

Agroicone

Cenários de otimização da adequação ambiental

Agroicone

Instrumentos para implantação do Cadastro Ambiental Rural

Agroicone

Florestas energéticas na geração de bioenergia

Agroicone

Sistema de análise multitemporal da vegetação – SATVeg

Agroicone

Instrumentos de planejamento das paisagens agrícolas sustentáveis

Agroicone

Código Florestal, carbono e mitigação de gases do efeito estufa

Agroicone

Análise de compensação de Reserva Legal e Cota de Reserva Ambiental

Agroicone

Terras protegidas e a dinâmica do desmatamento na Amazônia

Climate Policy Initiative

Código Florestal em Números

Agroicone

Publicações relacionadas

Notícias relacionadas

out.2017

Brasil possui uma das legislações florestais mais rígidas entre países exportadores agropecuários, mostra novo estudo

Estudo compara a legislação de proteção florestal brasileira com as de sete dos maiores países exportadores de produtos agropecuários, e investiga o que significa estar em conformidade com o novo Código Florestal.

maio.2017

Guia apresenta plantas importantes para a regeneração natural do Cerrado e da Mata Atlântica

Publicação apresenta 102 espécies nativas que são típicas dos biomas. Técnica da regeneração natural para restauração de paisagens deverá ser amplamente adotada para cumprimento do Código Florestal

maio.2017

Artigo sobre hidrelétricas na Amazônia será apresentado em conferência internacional

Dimitri Szerman representará o CPI em sessão patrocinada da Association of Environmental and Resources Economists

abr.2017

Analista do CPI discute conversão de multas ambientais e legislação comparada na SRB

Joana Chiavari apresentará dois trabalhos ao Comitê de Sustentabilidade

abr.2017

Falta de regulamentação impede que conversão de multas em serviços ambientais seja adotada no Brasil

Em nova publicação, analistas do CPI propõem ajustes na legislação para que mecanismo possa ser utilizado

dez.2016

Intensificação da pecuária é fundamental para a expansão da agropecuária

Publicação da Agroicone sinaliza que a intensificação da atividade é economicamente viável e contribui para redução do desmatamento e implementação do Código Florestal

ago.2016

Analistas do CPI assinam capítulo de livro sobre o Código Florestal

Publicação, lançada pelo Ipea, visa debater desafios e oportunidades da nova lei florestal no contexto da conservação e produção agrícola

jul.2016

Agroicone lança guia sobre PRAs

Publicação busca orientar produtores rurais e governos para impulsionar o processo de regulamentação dos Programas de Regularização Ambiental (PRAs) nos estados brasileiros

jul.2016

Novo estudo: Climate Policy Initiative analisa ineficiências na infraestrutura de transporte no Brasil

Documento sugere melhorias no setor de rodovias, ferrovias e portos para aumentar a produtividade agrícola no país

mar.2016

Climate Policy Initiative analisa resolução sobre PRA de São Paulo

A resolução conjunta traz avanços procedimentais, mas algumas questões não foram plenamente resolvidas e podem gerar insegurança jurídica

nov.2015

Climate Policy Initiative lança estudo sobre o Código Florestal brasileiro

O documento vai analisar as complexidades do código, com o objetivo de acelerar sua implementação e promover o uso eficiente da terra

nov.2015

Climate Policy Initiative e Agroicone lançam novo website, INPUT

O Climate Policy Initiative e a Agroicone lançam hoje o novo website do INPUT – Iniciativa para o Uso da Terra (www.inputbrasil.org)