Publicações

Out/2016

Intensificação sustentável da pecuária de corte em Mato Grosso

Autores

Leila Harfuch, Luciane Chiodi Bachion, Gustavo Palauro, Karine Costa, Mariane Romeiro, Iara Yamada Basso

O Brasil possui 66% do seu território coberto por vegetação nativa, que está presente em propriedades privadas, principalmente, além da área ocupada pela agricultura (70 milhões de hectares) e pecuária (de 170 a 178 milhões de hectares), segundo estimativas da Agroicone (apud GTPS, 2015).

Com o Código Florestal, um dos principais marcos para a proteção ambiental do País, Soares-Filho et al. (2014) estimam que o déficit florestal brasileiro é de 25 milhões de hectares de Áreas de Proteção Permanente (APPs) e Reserva Legal (RL). No bioma Amazônia, devido ao elevado nível de exigência para conservação (50% a 80% da propriedade para Reserva Legal), os autores estimaram um déficit florestal de 9,1 milhões hectares.

A pecuária acompanhou a ocupação territorial no interior do Brasil, expandindo a produção e promovendo o desenvolvimento econômico de diversas regiões. Com rebanho de 212 milhões de cabeças (IBGE, 2015), a atividade tem grande relevância para o agronegócio (inclusive, para a agricultura familiar), com exportações de 20% da produção nacional, tornando o País um dos maiores exportadores de carne do mundo, tendo alcançado 1,4 milhão de toneladas exportadas em 2015 (ABIEC, 2015).

Por sua vez, o Estado de Mato Grosso representa fortemente o Brasil na produção da pecuária e de grãos, sendo tais atividades dois grandes alicerces de sua economia, visto que detém o maior rebanho bovino e é o maior produtor de soja no Brasil. Importante destacar que o Estado possui 53% de sua área total coberta por vegetação nativa remanescente (ou 48 milhões de hectares na Amazônia e no Cerrado, de acordo com os dados do Terra Class, 2012), 12,5% por pastagens, 9,4% em área de lavouras e 2,5 milhões de hectares em vegetação secundária na Amazônia.

O desenvolvimento econômico aliado à expansão da agropecuária levou ao desmatamento de grandes áreas nessa região. O Estado de Mato Grosso apresentou 20,7 milhões de hectares desmatados até 2014 (INPE – Prodes, 2015). Desde 2004 os índices de desmatamento anuais apresentaram forte queda, ao passo que o número de animais na pecuária de corte segue crescendo, resultado do aumento da produtividade na atividade, a qual é favorecida pelas condições agronômicas e climáticas do Estado. Além disso, o governo estadual assumiu metas de redução de pastagens com expansão de lavouras, concomitantemente à conservação ambiental (regularização perante o Código Florestal) e à redução do desmatamento (Programa PCI – Produzir, Conservar e Incluir, apresentado na COP21, em Paris, em 2015).

Com isso, o objetivo desse estudo é avaliar as possibilidades e as necessidades para promover a intensificação sustentável da pecuária em Mato Grosso para alcançar as metas do Programa PCI, a conformidade com o Código Florestal e a eliminação do desmatamento, destacando a importância da produção sustentável da carne bovina.

Publicações relacionadas

Projetos relacionados

Legislação florestal comparada

Climate Policy Initiative

Impactos locais gerados por usinas hidrelétricas

Climate Policy Initiative

Financiamento para Pesquisa em Crédito Rural

Climate Policy Initiative

Uso da madeira na geração de eletricidade no Brasil

Agroicone

Vegetação secundária na Amazônia

Climate Policy Initiative

Código Florestal: Desafios para a regularização ambiental

Climate Policy Initiative

Eletrificação, produtividade agrícola e desmatamento no Brasil

Climate Policy Initiative

Crédito Rural no Brasil

Climate Policy Initiative

Infraestrutura de transportes e produtividade agrícola

Climate Policy Initiative

Moldando as políticas de combate ao desmatamento na Amazônia

Climate Policy Initiative

Oportunidades florestais nas cadeias do agronegócio

Agroicone

Modelos climáticos e hidrológicos e restauração florestal

Agroicone

Radiografia de pastagens degradadas

Agroicone

Mapeamento de uso e cobertura do solo

Agroicone

Cenários de otimização da adequação ambiental

Agroicone

Instrumentos para implantação do Cadastro Ambiental Rural

Agroicone

Florestas energéticas na geração de bioenergia

Agroicone

Sistema de análise multitemporal da vegetação – SATVeg

Agroicone

Instrumentos de planejamento das paisagens agrícolas sustentáveis

Agroicone

Código Florestal, carbono e mitigação de gases do efeito estufa

Agroicone

Análise de compensação de Reserva Legal e Cota de Reserva Ambiental

Agroicone

Terras protegidas e a dinâmica do desmatamento na Amazônia

Climate Policy Initiative

Código Florestal em Números

Agroicone

Notícias relacionadas

nov.2017

CPI participa de evento sobre uso eficiente da terra na COP23

Joana Chiavari participou do painel “Desafios da Segurança Alimentar”, no Espaço Brasil da COP23.

nov.2017

CPI lança programa de financiamento para pesquisa em crédito rural

Iniciativa visa aprimorar políticas de crédito rural no Brasil.

nov.2017

Benefícios econômicos locais gerados por usinas hidrelétricas são de curta duração, aponta novo estudo

Análise do NAPC/ CPI mostra que é preciso investigar caso a caso os impactos das hidrelétricas.

nov.2017

Diretor executivo do CPI é convidado para debate sobre inovação no agronegócio e agricultura familiar

Juliano Assunção abordará o tema "Modernização da agricultura: impactos sobre o desenvolvimento econômico e o meio ambiente".

out.2017

Brasil possui uma das legislações florestais mais rígidas entre países exportadores agropecuários, mostra novo estudo

Estudo compara a legislação de proteção florestal brasileira com as de sete dos maiores países exportadores de produtos agropecuários, e investiga o que significa estar em conformidade com o novo Código Florestal.

maio.2017

Guia apresenta plantas importantes para a regeneração natural do Cerrado e da Mata Atlântica

Publicação apresenta 102 espécies nativas que são típicas dos biomas. Técnica da regeneração natural para restauração de paisagens deverá ser amplamente adotada para cumprimento do Código Florestal

maio.2017

Artigo sobre hidrelétricas na Amazônia será apresentado em conferência internacional

Dimitri Szerman representará o CPI em sessão patrocinada da Association of Environmental and Resources Economists

abr.2017

Analista do CPI discute conversão de multas ambientais e legislação comparada na SRB

Joana Chiavari apresentará dois trabalhos ao Comitê de Sustentabilidade

abr.2017

Falta de regulamentação impede que conversão de multas em serviços ambientais seja adotada no Brasil

Em nova publicação, analistas do CPI propõem ajustes na legislação para que mecanismo possa ser utilizado

dez.2016

Intensificação da pecuária é fundamental para a expansão da agropecuária

Publicação da Agroicone sinaliza que a intensificação da atividade é economicamente viável e contribui para redução do desmatamento e implementação do Código Florestal

ago.2016

Analistas do CPI assinam capítulo de livro sobre o Código Florestal

Publicação, lançada pelo Ipea, visa debater desafios e oportunidades da nova lei florestal no contexto da conservação e produção agrícola

jul.2016

Agroicone lança guia sobre PRAs

Publicação busca orientar produtores rurais e governos para impulsionar o processo de regulamentação dos Programas de Regularização Ambiental (PRAs) nos estados brasileiros

jul.2016

Novo estudo: Climate Policy Initiative analisa ineficiências na infraestrutura de transporte no Brasil

Documento sugere melhorias no setor de rodovias, ferrovias e portos para aumentar a produtividade agrícola no país

mar.2016

Climate Policy Initiative analisa resolução sobre PRA de São Paulo

A resolução conjunta traz avanços procedimentais, mas algumas questões não foram plenamente resolvidas e podem gerar insegurança jurídica

nov.2015

Climate Policy Initiative lança estudo sobre o Código Florestal brasileiro

O documento vai analisar as complexidades do código, com o objetivo de acelerar sua implementação e promover o uso eficiente da terra

nov.2015

Climate Policy Initiative e Agroicone lançam novo website, INPUT

O Climate Policy Initiative e a Agroicone lançam hoje o novo website do INPUT – Iniciativa para o Uso da Terra (www.inputbrasil.org)