Regiões

Área

249.277 km2

Municípios

645

População

41,3 milhões

Urbana

95,9%

Rural

4,1%

PIB

R$ 1.408,9 bilhões

PIB per capta

R$ 34,1 mil/habitante

Valor adicionado da agricultura

R$ 21,8 bilhões

Atividades agropecuárias

  • Por receita
  • Por área

A economia de São Paulo é a mais avançada dos estados brasileiros. É responsável por um terço do PIB total do país e um quinto do seu PIB agrícola. Porém, esta importante potência econômica tem grandes desafios ambientais: apenas 15% da área original de Mata Atlântica permanecem no estado. Embora a tendência recente tenha sido a reversão do desmatamento – a Mata Atlântica se expandiu em 11% desde 1990 – o desafio agora é acelerar o processo de restauração florestal e atingir o cumprimento do Código Florestal.

O desmatamento em São Paulo originou-se da produção intensificada do café, que teve início na década de 1850. O cultivo se expandiu unicamente por todo o interior do estado através da queimada, e também devido a estágios sucessivos de exaustão do solo. A indústria madeireira também teve participação nesse processo. Ao final do século XIX, São Paulo havia reprimido 30% da sua cobertura florestal. Em cinquenta anos, esse número saltou para 80% do total de vegetação nativa do estado, devido ao avanço da agricultura e da criação de gado. Por volta do século XX, a expansão da cana-de-açúcar, impulsionada por pesquisas e subsídios do setor público e pelo aumento da demanda, alterou ainda mais a paisagem do estado.

São Paulo possui um dos mais avançados mercados e métodos de produção agrícola do país. Por exemplo: 60% da área de colheita da cana é mecanizada, assim como quase toda a produção de milho e soja. Além disso, os mercados de aluguel de terras funcionam relativamente bem – 13% das áreas rurais são arrendadas, enquanto a média nacional é de 4%. Ademais, sua infraestrutura de qualidade garante que suprimentos estejam sempre disponíveis e que a produção atenda ao mercado com custos baixos. Em São Paulo, o setor florestal também é mais avançado do que em outras partes do país. As pastagens ainda compreendem 40% da área rural do estado, e apesar da densidade pecuária ser muito maior do que a média do país, ainda é possível – e necessário – aumentar essa proporção.

São Paulo tem o desafio de manter sua eficiência econômica e ao mesmo tempo promover a regularização ambiental, e o INPUT busca contribuir com esse processo através de orientações para a melhoria de políticas públicas. Políticas que aumentem a produtividade podem desempenhar um papel importante para esse fim, porque o cumprimento integral do novo Código Florestal no estado provavelmente exigirá a redução da área dedicada à agricultura. A trajetória da cana pode oferecer perspectivas importantes sobre meios para se alcançar essa meta; ao longo do tempo, o impacto ambiental do cultivo foi mitigado com a ajuda de melhorias tecnológicas, regulamentações e eficiência cada vez maior do setor.

Biomas de São Paulo

São Paulo é subdividido entre o Cerrado (31% do seu território original) e a Mata Atlântica. Devido à grande densidade populacional do estado e às atividades econômicas que possui, não somente na agropecuária como também na indústria, pouco restou dos biomas no estado. A vegetação baixa e arbustiva do Cerrado tem sido suprimida desde a década de 1970, quando seu solo se tornou cultivável. Com relação à Mata Atlântica, o sudeste de São Paulo possui as áreas mais bem preservadas. Essa densa floresta tropical é rica em biodiversidade, além de prover temperaturas mais baixas e precipitação elevada. Entretanto, apenas 15% da Mata Atlântica original permanecem no estado.

Projetos relacionados

Legislação florestal comparada

Climate Policy Initiative

Impactos locais gerados por usinas hidrelétricas

Climate Policy Initiative

Financiamento para Pesquisa em Crédito Rural

Climate Policy Initiative

Uso da madeira na geração de eletricidade no Brasil

Agroicone

Código Florestal: Desafios para a regularização ambiental

Climate Policy Initiative

Eletrificação, produtividade agrícola e desmatamento no Brasil

Climate Policy Initiative

Crédito Rural no Brasil

Climate Policy Initiative

Infraestrutura de transportes e produtividade agrícola

Climate Policy Initiative

Oportunidades florestais nas cadeias do agronegócio

Agroicone

Modelos climáticos e hidrológicos e restauração florestal

Agroicone

Radiografia de pastagens degradadas

Agroicone

Mapeamento de uso e cobertura do solo

Agroicone

Cenários de otimização da adequação ambiental

Agroicone

Instrumentos para implantação do Cadastro Ambiental Rural

Agroicone

Florestas energéticas na geração de bioenergia

Agroicone

Sistema de análise multitemporal da vegetação – SATVeg

Agroicone

Instrumentos de planejamento das paisagens agrícolas sustentáveis

Agroicone

Código Florestal, carbono e mitigação de gases do efeito estufa

Agroicone

Análise de compensação de Reserva Legal e Cota de Reserva Ambiental

Agroicone

Código Florestal em Números

Agroicone

Publicações relacionadas

Notícias relacionadas

nov.2017

Benefícios econômicos locais gerados por usinas hidrelétricas são de curta duração, aponta novo estudo

Análise do NAPC/ CPI mostra que é preciso investigar caso a caso os impactos das hidrelétricas.

nov.2017

Diretor executivo do CPI é convidado para debate sobre inovação no agronegócio e agricultura familiar

Juliano Assunção abordará o tema "Modernização da agricultura: impactos sobre o desenvolvimento econômico e o meio ambiente".

out.2017

Brasil possui uma das legislações florestais mais rígidas entre países exportadores agropecuários, mostra novo estudo

Estudo compara a legislação de proteção florestal brasileira com as de sete dos maiores países exportadores de produtos agropecuários, e investiga o que significa estar em conformidade com o novo Código Florestal.

maio.2017

Guia apresenta plantas importantes para a regeneração natural do Cerrado e da Mata Atlântica

Publicação apresenta 102 espécies nativas que são típicas dos biomas. Técnica da regeneração natural para restauração de paisagens deverá ser amplamente adotada para cumprimento do Código Florestal

abr.2017

Analista do CPI discute conversão de multas ambientais e legislação comparada na SRB

Joana Chiavari apresentará dois trabalhos ao Comitê de Sustentabilidade

abr.2017

Falta de regulamentação impede que conversão de multas em serviços ambientais seja adotada no Brasil

Em nova publicação, analistas do CPI propõem ajustes na legislação para que mecanismo possa ser utilizado

dez.2016

Intensificação da pecuária é fundamental para a expansão da agropecuária

Publicação da Agroicone sinaliza que a intensificação da atividade é economicamente viável e contribui para redução do desmatamento e implementação do Código Florestal

ago.2016

Analistas do CPI assinam capítulo de livro sobre o Código Florestal

Publicação, lançada pelo Ipea, visa debater desafios e oportunidades da nova lei florestal no contexto da conservação e produção agrícola

jul.2016

Agroicone lança guia sobre PRAs

Publicação busca orientar produtores rurais e governos para impulsionar o processo de regulamentação dos Programas de Regularização Ambiental (PRAs) nos estados brasileiros

jul.2016

Novo estudo: Climate Policy Initiative analisa ineficiências na infraestrutura de transporte no Brasil

Documento sugere melhorias no setor de rodovias, ferrovias e portos para aumentar a produtividade agrícola no país

jun.2016

Climate Policy Initiative propõe uso do Crédito Rural para acelerar implementação do Código Florestal

Documento sugere aperfeiçoamento na integração de duas importantes políticas públicas no Brasil

mar.2016

Climate Policy Initiative analisa resolução sobre PRA de São Paulo

A resolução conjunta traz avanços procedimentais, mas algumas questões não foram plenamente resolvidas e podem gerar insegurança jurídica

nov.2015

Climate Policy Initiative lança estudo sobre o Código Florestal brasileiro

O documento vai analisar as complexidades do código, com o objetivo de acelerar sua implementação e promover o uso eficiente da terra

nov.2015

Climate Policy Initiative e Agroicone lançam novo website, INPUT

O Climate Policy Initiative e a Agroicone lançam hoje o novo website do INPUT – Iniciativa para o Uso da Terra (www.inputbrasil.org)