Publicações

Jan/2019 - Atualizado em Janeiro/2019

Reflorestamento em Larga Escala: Terras Públicas na Amazônia São um Ponto de Partida

Para um país do tamanho do Brasil, promover reflorestamento em larga escala é sabidamente uma tarefa desafiadora. No entanto, pode também ser uma oportunidade única, dadas as características específicas e estratégicas do país. Internamente, o Brasil tem muito a ganhar ao encarar uma significativa fonte de ineficiência em seu uso do solo: enormes quantidades de terras desmatadas e degradadas que atualmente não têm propósito produtivo. Ao serem reflorestadas, tais áreas virariam importantes ativos ambientais e ainda contribuiriam para a redução das emissões brasileiras de gases de efeito estufa. No âmbito internacional, o país já desempenha papel de destaque nos mercados globais de commodities agropecuárias e exerce cada vez mais influência na arena ambiental. Implementar o reflorestamento em larga escala confirmaria o compromisso brasileiro com o esforço mundial de mitigar os danos causados pela mudança climática e, assim, fortaleceria o potencial estratégico do Brasil no cenário ambiental e em outros fóruns multilaterais.
Além disso, o país é capaz de promover reflorestamento em larga escala sem prejudicar sua produção agropecuária. Com isso, o Brasil conseguiria reconciliar mitigação de mudanças climáticas com metas de desenvolvimento econômico e, assim, assumir a liderança na implementação de medidas concretas para alcançar o desenvolvimento sustentável.